即使在明確患有的是心因性勃起障礙,需要正確的心理健康治療才能根治問題,仍是無可奈何地依靠服用犀利士、威而鋼等ED藥物。因為心理疾病難以完全治愈,一定條件下可從新觸發。

Banco de dados Dicas e Tutoriais

Bancos de Dados Relacionais e Não Relacionais: MySQL vs MongoDB

MySQL vs mongoDB

No mundo da tecnologia e desenvolvimento de software, a escolha do banco de dados adequado é crucial para o sucesso de um projeto. Existem dois tipos principais de bancos de dados: relacionais e não relacionais. Este artigo compara esses dois tipos usando MySQL como exemplo de banco de dados relacional e MongoDB como exemplo de banco de dados não relacional.

O que são Bancos de Dados Relacionais?

Os bancos de dados relacionais (RDBMS) organizam os dados em tabelas que possuem colunas e linhas. Cada tabela tem uma estrutura bem definida e as relações entre essas tabelas são estabelecidas através de chaves primárias e estrangeiras. Os RDBMS utilizam a linguagem SQL (Structured Query Language) para gerenciar e consultar os dados.

MySQL: banco de dados relacional

MySQL é um dos sistemas de gerenciamento de banco de dados relacional mais populares do mundo. Ele é amplamente utilizado devido à sua robustez, flexibilidade e facilidade de uso. Abaixo estão algumas das principais características do MySQL:

  1. Estrutura Rígida: Em MySQL, cada tabela deve ser previamente definida com colunas específicas, e cada registro deve seguir essa estrutura.
  2. ACID Compliance: MySQL é compatível com ACID (Atomicidade, Consistência, Isolamento, Durabilidade), garantindo transações seguras e confiáveis.
  3. SQL: A linguagem SQL é usada para criar, ler, atualizar e excluir dados, além de administrar o banco de dados.
  4. Integridade Referencial: MySQL permite a definição de chaves estrangeiras para manter a integridade dos dados entre tabelas relacionadas.

A play list ensina como trabalhar com o banco de dados MySQL. Durante os encontros você também aprenderá a modelar seus bancos por meio da ferramenta MySQL Workbench.

O que são Bancos de Dados Não Relacionais?

Os bancos de dados não relacionais (NoSQL) são projetados para armazenar e gerenciar dados de maneiras que não se encaixam no modelo relacional. Eles são conhecidos por sua flexibilidade, escalabilidade e capacidade de lidar com grandes volumes de dados e tipos variados de informações. NoSQL pode ser classificado em várias categorias, incluindo document-based, key-value, wide-column e graph databases.

MongoDB: banco de dados não relacional

MongoDB é um banco de dados não relacional orientado a documentos, que armazena dados em formato JSON-like (BSON). Ele é projetado para ser altamente escalável e flexível. Abaixo estão algumas das principais características do MongoDB:

  1. Estrutura Flexível: Em MongoDB, os dados são armazenados em documentos, que podem ter diferentes estruturas, permitindo a inserção de novos campos sem a necessidade de redefinir a tabela.
  2. Escalabilidade Horizontal: MongoDB é otimizado para escalar horizontalmente, facilitando a distribuição de dados em vários servidores.
  3. JSON-like Documents: Os documentos em BSON são semelhantes ao formato JSON, facilitando a integração com aplicações web e mobile.
  4. Consulta Poderosa: Embora não utilize SQL, MongoDB possui uma linguagem de consulta rica e poderosa, que permite buscas complexas e manipulação de dados.

A playlist ensina de maniera fácil e rapida como trabalhar comp banco de dados mongoDB.

Comparando MySQL e MongoDB

  1. Modelo de Dados
    • MySQL: Estrutura tabular rígida e definida, ideal para dados estruturados e transações complexas.
    • MongoDB: Estrutura de documentos flexível, ideal para dados semi-estruturados ou não estruturados, permitindo mudanças rápidas no esquema dos dados.
  2. Escalabilidade
    • MySQL: Escalabilidade vertical (melhoria de hardware do servidor), com algumas soluções para escalabilidade horizontal (sharding), mas menos intuitivas.
    • MongoDB: Escalabilidade horizontal nativa, com sharding e replicação facilmente configuráveis.
  3. Transações
    • MySQL: Suporte completo a transações ACID, garantindo a consistência dos dados.
    • MongoDB: Suporte a transações ACID a partir da versão 4.0, mas tradicionalmente mais focado em operações atômicas a nível de documento.
  4. Desempenho
    • MySQL: Ótimo para consultas complexas em dados altamente estruturados, mas pode ser mais lento com grandes volumes de dados ou estruturas altamente aninhadas.
    • MongoDB: Melhor desempenho com grandes volumes de dados não estruturados, graças ao seu modelo de dados flexível e consulta eficiente.

Quando Usar Cada Um?

  • Use MySQL se:
    • Seu projeto requer integridade referencial e transações ACID.
    • Os dados são altamente estruturados e as relações entre os dados são complexas.
    • Você precisa de um sistema comprovado e amplamente suportado para consultas SQL complexas.
  • Use MongoDB se:
    • Você precisa de flexibilidade no modelo de dados, com mudanças frequentes no esquema.
    • Seu aplicativo requer escalabilidade horizontal para lidar com grandes volumes de dados.
    • Os dados são semi-estruturados ou não estruturados, e você precisa de desempenho otimizado para leitura/escrita rápida.

Conclusão

A escolha entre MySQL e MongoDB depende das necessidades específicas do seu projeto. MySQL é uma excelente escolha para aplicações que requerem integridade transacional e dados altamente estruturados. Por outro lado, MongoDB é ideal para aplicações que necessitam de flexibilidade no esquema de dados e escalabilidade horizontal. Avalie cuidadosamente as características de cada um e escolha o banco de dados que melhor atende aos requisitos do seu projeto.

About the author

Danilo Filitto

Mestre em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Maringá - UEM, Pós-Graduado em Redes de Computadores e Comunicação de Dados pela Universidade do Estado do Paraná - UEL, Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE.

Atuo na área acadêmica como professor desde 2006. Atualmente leciono na UNOESTE (Universidade do Oeste Paulista), no SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e possuo vários cursos na Udemy (https://www.udemy.com/user/danilo-filitto/).

Além disso, sou o CEO dos sites https:www.dfilitto.com.br e https:www.makeindiegames.com.br

Você também pode me encontrar no YouTube por meio do endereço https://www.youtube.com/danilofilittoppr

Add Comment

Click here to post a comment

Aprenda a criar seus próprios jogos

Cursos em promoção

Cursos em destaque

Quer aprender a programar?

Aprenda a criar seus próprios jogos com os melhores desenvolvedores